Imagem capa - Exercícios físicos na gestação: adote esta ideia! por EVERTON RIBEIRO
Curta Sua Gestação

Exercícios físicos na gestação: adote esta ideia!

É adepta ao programa Curta Sua Gestação? Dentre as inúmeras recomendações que iremos lhe dar por aqui, hoje separamos o tema atividades físicas.


Ao longo da sua vida, você deve ter ouvido falar (muitas vezes) sobre a importância de praticar exercícios, não é?


Mas, quando o assunto é se exercitar na gravidez, o conhecimento torna-se escasso...


Há quem diga que a prática é totalmente proibida, enquanto outras mamães têm medo de colocar seus bebês “em risco”.


Mas, qual é verdadeira resposta? Os exercícios podem ser praticados por gestantes? Se sim, quais os benefícios? Confira estas e muitas outras respostas a seguir!


Atividades físicas e gestação: uma combinação possível!

Sim, é possível praticar uma atividade física que você goste (desde que ela seja viável) durante a gravidez, sem que isso traga qualquer risco – muito pelo contrário, trará apenas benefícios.


Estudos trouxeram que menos 15% das mulheres praticam exercícios enquanto estão gestando, um dado que preocupa toda a comunidade médica!


Porém, muito cuidado... não é “qualquer” modalidade que pode ser praticada!


Especialistas recomendam que:

 - Sejam feitas atividades leves ou moderadas, como exemplo, uma caminhada de 30 minutos;

 - Deve-se praticar ao menos 150 minutos de atividade na semana, sendo este tempo distribuído por, pelo menos, 3 dias;

 - É preciso que haja supervisão profissional o tempo todo;

 - Sempre que qualquer desconforto surgir, é preciso interromper o exercício imediatamente.


Outro ponto muitíssimo importante: SEMPRE o médico deve ser consultado antes de se começar um exercício. Isso porque há exceções, ou seja, nem todas podem se exercitar...


Dentre as mamães que fazem parte do grupo de “sedentarismo forçado” estão as portadoras de placenta prévia, de sangramentos inexplicados, incompetência istmo cervical, restrição de crescimento intrauterino, gemelares, e várias outras.


Portanto, nada de sair correndo uma maratona! É preciso conversar com o seu obstetra, para então começar a se exercitar de um jeito leve e saudável!


Benefícios para a mamãe

Além da sensação de pleno bem-estar após um exercício aeróbico, as mamães saem ganhando quando o assunto é prevenção de complicações gestacionais.


Dentre os problemas que podem ser prevenidos com a prática, estão:

 - Hipertensão gestacional e pré-eclâmpsia;

 - Diabetes gestacional;

Depressão.

Além de ser um momento de autocuidado e, também, de conexão entre mãe e feto. Concorda?


Benefícios para o bebê

Seu filho também sairá ganhando (e muito) se você se exercitar durante toda a gestação.


Sabe por quê? Ele terá mais chances de nascer com o peso adequado e no tempo certo (sem ser prematuro). Ainda, as chances de óbito logo após o parto diminuem drasticamente.


Além disso, ele nascerá conhecendo a mãe na sua forma mais bela e saudável possível!


Então, agora que você já sabe de tudo isso, é hora de saber se é possível se exercitar, e caso seja uma possibilidade, procure um profissional capaz de realizar este acompanhamento.


Deixe toda a preguiça que habita em você de lado, e siga para o seu exercício diário. Afinal, você e seu filho sairão ganhando (e muito)!


Gostou destas dicas? Lembre-se de mandá-las para todas as mães que, assim como você, estão cheias de dúvidas!